quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Comentário Triste

Olá pessoal!

Eis me aqui novamente pra escrever um pouquinho pra vocês. Hoje eu vi no Face um comentário de uma pessoa que era membro da igreja, ou melhor, obreiro, há muitos anos. Fiquei surpresa quando li o que ele mesmo escreveu, que não estava indo em igreja nenhuma mais, por causa dos crentes fofoqueiros e por causa dos maus exemplos. E não é somente essa pessoa que nos últimos meses se enfraqueceu na fé por esse problema, infelizmente. Não quero aqui, de forma alguma julgar a atitude deles, quero apenas refletir sobre o que estamos vivendo nesses dias. Lembro-me daquele versículo que diz assim: Aquele que PENSA ESTÁ DE PÉ, veja que não caia. O círculo está se fechando, a apostasia, as asombridades que nos escandalizam cada vez mais contaminam aqueles que estão dentro e fora da presença de Deus. 
Gente, a coisa é mais séria do que se pode pensar, é tempo de vigiar e orar, não ser religioso, sustentar um título apenas pela aparência, mas de se guardar a sua salvação, sabendo que para Deus não importa o que fazemos, mas quem somos. É preciso nascer de novo, é preciso manter a comunhão com Deus, é preciso guardar o temor do primeiro amor, como a menina dos olhos. 
Se eu fosse olhar pra tudo o que já vi na obra, na igreja, nas pessoas não estaria aqui, literalmente falando. Se hoje estou de pé é por que olho somente para o meu Senhor Jesus. Se o meu irmão ao meu lado errar, falhar, pecar, eu devo orar por ele, não olhar com maus olhos, não posso julgar, nem criticar, pois o mesmo irá prestar contas com Deus. 

Vamos acordar! Não vamos deixar o inferno prevalecer! Vamos lutar como um exército pra mudar essa situação!



domingo, 26 de maio de 2013

Mudando de posição, não de Senhor

Olá querido leitores!
Por enquanto que não começaram minhas aulas, ainda tenho um tempinho de escrever por aqui. 
Na verdade estou conseguindo me adaptar melhor a minha nova rotina, e aos poucos vou organizando meu tempo pra voltar a fazer as coisas que eu gosto e escrever é a principal delas.

Recebi um comentário no post passado que mexeu muito comigo, uma moça que acompanha meu blog a um tempo, a Fabi, a qual acabou virando minha amiga. Ela mesmo sem me conhecer, quando soube de tudo o que aconteceu comigo, me ajudou bastante com palavras de fé, ânimo e amor, pois havia passado pelo mesmo que eu passei. Fico feliz em poder compartilhar experiências minhas e assim também aprender com quem passa por aqui. Tenho certeza que Deus usou essa minha leitora pra me dar forças quando mais precisei.

Hoje vou falar sobre a "perda do título" e de como eu lidei com tudo isso. No começo meu sentimento foi de dor, muita dor, falta de fazer a obra de Deus na casa dele, falta de tudo das mínimas coisas, como chorei. Acredito que só não entrei em depressão porque me apeguei muito a Deus, por vezes no trabalho segurava minhas lágrimas e até perguntava pra Deus por que estava ali, no meio daquelas pessoas. Sentia falta de estar ao lado do meu esposo na igreja, de cuidar das pessoas, de evangelizar. Por um certo tempo minha sensação de perda era como de um ente querido, uma dor muito forte, sensação de luto mesmo. Meu esposo também sofreu de mais, nos primeiros dias o via abatido, como nunca havia visto antes. Parecia que nossas vidas tinham sido apagadas, nos sonhos destruídos e tudo que restava era a incerteza, sem saber do que estava por vir.

Na igreja assumimos o papel de ovelha,e procuramos buscar mais do que nunca. Não importava o que pensavam de nós, permanecíamos firmes, apesar dos olhares estranhos, do afastamento de certas pessoas, não deixamos que isso nos atingisse. Hoje sete meses após voltarmos, compreendo que não perdemos nosso ministério, mudamos de posição, sim, mas não de Senhor. E vemos o quanto a misericórdia de Deus cobriu as nossas vidas. Ele não nos deixou só nenhum um minuto sequer, Ele cuidou para que estivéssemos bem, Ele supriu todas as nossas necessidades. Estamos vivendo milagres todos esses meses. Encontrei um emprego temporário e fui contratada fixa em janeiro. Pagamos todas as nossas dívidas mês passado, meu esposo está trabalhando como corretor sem nunca ter experiência na área e Deus abriu as portas de tal maneira que ele já fechou três vendas em apenas um mês. Sou grata a Deus por tudo o que Ele tem feito em nossas vidas. E meu compromisso é serví-lo dando meu bom testemunho no trabalho, fazendo o meu melhor, por que sei que ali também tem almas a serem ganhas e Deus pode me usar pra isso. Tudo o que mais quero é ser um instrumento dele onde quer que eu for para levar a sua palavra não só com letra mais com atitudes. Sei que Deus tem preparado coisas grandiosas pra mim, após passar esse deserto estamos mais fortes, mais humildes, mais quebrantados porque é assim que Deus faz, sempre age em nosso favor. Pra Ele não importa o que fazemos e sim quem somos. Não importa o título que temos e sim nosso caráter diante dele. 









segunda-feira, 20 de maio de 2013

Peixe fora d'água



Bom  e como eu prometi aos leitores do blog que iria contar minhas experiências da minha nova vida, aqui estou. Arrumei um tempinho pra escrever no blog, até por que é uma coisa que amo fazer, mas não tenho tanto tempo mais como antes. 
Logo que nós voltamos a viver nossa vida no átrio, não me adaptei tão rápido. Não pelo fato de estar acostumada com um título, até por que nunca tive isso no meu coração, não foi nenhum problema pra mim encarar as pessoas de frente e de cabeça erguida, como membro da igreja, pelo contrário, dou glória á Deus todos os dias por estar na presença dele, mesmo não tendo uma posição ou um cargo. Eu tive a oportunidade de trabalhar como obreira, mas não me senti confortável para isso, estava realmente precisando cuidar de mim primeiro, pra depois cuidar das outras pessoas. Hoje meu maior desejo é estar na casa de Deus servindo a Ele, mas no momento os estudos e o trabalho me impedem disso, e eu sinto muito essa dor, sinto muita saudades do tempo que vivia pra servir a Deus. Mas hoje deu me fez ver que eu posso ser usada de uma forma diferente, aqui fora no mundo mesmo. Não foi fácil me adaptar com as pessoas aqui fora, mas passei a enxergar que são almas que eu posso, através do meu testemunho, ganhar pra Jesus. 
E mesmo me sentindo um peixe fora dágua no meio deles hoje sei que Deus tem um propósito pra mim, que onde eu estiver Ele pode me usar, como tem me usado, e isso me conforta muito, saber que Deus conta comigo!!!! Saber que eu tenho um chamado de Deus e isso ninguém pode tirar de mim. Na vida de todo cristão ou servo de Deus acontecerá perdas, sim perdas inevitáveis, terríveis, como a perda de um ente querido, de algo material, ou até mesmo uma enfermidade, tudo para testar a nossa fé. Coisas que pensamos acontecer somente com os outros e julgamos ser de Deus o suficiente para não passar por certas coisas. Mas o que eu digo pra você querido leitor é que busque o novo nascimento, somente nesta condição você pode vencer tudooo, absolutamente tudo até mesmo o impossível. Se eu já tinha certeza que era nascida de Deus, hoje essa certeza é viva e ardente no meu ser, hoje eu sei que posso ter perdido o que tanto amava, mas sei que O meu Deus permanece comigo e eu com ele e isso é tudo o que me importa.Meu esposo e eu estamos firmes, na fé e vigilantes pois sabemos que o diabo é sujo. Graças a Deus estamos sendo cobertos de bençãos e milagres é notória a ação divina em nossa vida e em tudo que Ele tem nos suprido. Até o proximo post!





terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O mundo aqui fora...

há tanto tempo não escrevo, que nem sei por onde começar. Bem não reparem por favor alguns errinhos no meu texto, pois meu computador está com um probleminha nas teclas. 

Bem gente, quem me acompanha desde o início do blog, sabe um pouquinho da minha história. 
na verdade houve uma mudança brusca e inesperada na minha vida, o que me deixou afasta da do blog por longos dias. não conseguia escrever o que queria, não conseguia expressar minhas palavras sem o pesa que estava carregando de tristeza, de dor e de decepções. hoje o que era minha vida, virou lembranças de um recente passado, cuja ficha ainda demora a caír. não fazemos mais a obra de Deus no altar, estamos no átrio há mais de três meses, vivendo nesse mundo aqui de fora como costumo chamar. O choque para nós foi muito grande, pois não foi nada planejado, ou sequer imaginado, mas enfim aconteceu. hoje estamos sendo provados no fogo e mais do que nunca procurando viver tudo o que ensinamos no tempo em que estávamos no altar. Ainda que não estejamos mais neste ministério nossas obras nunca serão esquecidas, e sabemos da responsabilidade que pesa em nossos ombros, e do exemplo que devemos ser para honrar o tempo em que nos dedicamos em servir a Deus. Pela misericórdia de Deus estamos firmes na fé. Estamos na Igreja Universal, onde encontramos Jesus e onde tivemos nossa vida transformada.
Estarei aqui no blog, compartilhando com vocês o que Deus tem feito nas nossas vidas, e como Ele tem sido fiel com a gente. Cuidando-nos a todo momento, não esquecendo de nenhum detalhe. os mostrando que mesmo nos permitindo passar momentos difíceis, nunca deixa de segurar em nossa mão a todo instante.

Que Deus abençoe a todos





terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Provações

Muito se fala por aí entre os cristãos sobre provações.Que é nada menos que quando a nossa fé é provada para sermos aprovados por Deus. Eu por esse tempo todo que estive ausente daqui, estava vivendo exatamente isso na minha vida, uma provação. Algo que eu jamais esperava acontecer, aconteceu. Algo que não estava nos meus planos, e acredito que nem nos planos de Deus. Enfim, mas como nada acontece sem a permissão dele, aconteceu. E porque eu fiquei tanto tempo longe do blog?
Por que eu realmente não estava em condições de falar nada, era momento de buscar ajuda, de me fortalecer, de me refazer, literalmente. Me parti em mil e não sabia sequer onde estavam meus pedaços, muito menos por onde recomeçar. Nós, na maioria das vezes, achamos que sabemos tudo o que se passa e que somos senhores da razão até que a vida nos traz uma situação onde não cabe nenhum porquê e que nos deixa de ponta cabeça. Mas graças ao Espírito Santo, nosso consolador, hoje eu posso respirar aliviada, estou me retomando, me refazendo. Nada vai ser igual como era antes, mas pode ser até melhor se eu quiser e é isso o que eu mais admiro no arquiteto da vida, Ele depende de nós também para agir. Se eu quiser eu posso escrever uma nova história agora mesmo na minha, eu posso sim recomeçar. E continuar...


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Cresçamos em tudo

"Mas seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.

Efésios 4.15

Este versículo muito me chamou a atenção, estou lendo o livro de Efésios a alguns dias e meditado em cada palavra. Deus que que cresçamos nele. Quantas vezes nos pegamos em "picuinhas" que em nada acrescentam a nossa fé. 

Por isso vigiemos para que estejamos sempre buscando crescer para Deus, não a vista dos outros ou para nos gloriarmos de alguma coisa, mas crescermos nEle.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

A mulher de Samaria - A fonte


"Aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna." João 3.14

Existem pessoas que até estão na igreja, ou seja no poço, como a mulher de Samaria, mas ainda não beberam da água que o Senhor Jesus lhe oferece. A água da verdadeira fonte.
Suas vidas estão secas de amor, de paz, de alegria. Por que não não tomaram desta água da fonte de Deus.

A pergunta é até quando? Jesus, tem a água que precisamos para viver, a água que nos da vida e vida com abundância, que preenche o vazio do nosso coração e muito mais que isso, só Ele pode nos dar a salvação eterna.

Por isso devemos analisar e sondar a nós mesmos, será que estamos bebendo desta água???